Coleções do Centro de Memória Fluminense (Doação)

Coleção Centro de Memória Fluminense

     A Coleção CMF encontra-se em constante crescimento. Foi sendo formada ao longo dos anos por doações diversas e, em parte, adquirida por compra pela Superintendência de Documentação, da Universidade Federal Fluminense. As doações ocorrem de duas formas: através da entrega de exemplares avulsos (autores ou editoras que encaminham seus trabalhos diretamente para o Centro de Memória, ou usuários, funcionários, professores e membros da Sociedade de Amigos, que trazem algum tipo de material de interesse para o acervo) e através do depósito de pequenas coleções pessoais, que não chegam a constituir uma coleção independente, e que são incorporadas ao Centro. Situação da coleção: Pertence ao acervo do Centro de Memória Fluminense.

Coleção Nóbrega de Siqueira

     A Coleção Nóbrega de Siqueira marca o início da parceria entre o Programa de Coleta Seletiva de Lixo do Bairro de São Francisco e o Centro de Memória Fluminense, pois foi a primeira coleção incorporada ao acervo através daquele projeto. Procurado pela sobrinha do escritor, o Professor Emílio Eigenheer recolheu a coleção e doou o acervo para o Centro de Memória.
Situação da Coleção: Pertence ao acervo do Centro de Memória Fluminense

Coleção Hugo Tavares

     A Coleção Hugo Tavares encontrava-se no Espaço Cultural Maria Jacintha, do qual foi Hugo Tavares foi um dos fundadores. Em 2000, a diretora e idealizadora do espaço, Maria Jacintha Sauerbronn de Mello, doou o acervo, juntamente com a biblioteca referencial de teatro de Maria Jacintha Trovão da Costa Campos para o Núcleo de Documentação da UFF. A primeira coleção, a Hugo Tavares, foi encaminhada pelo Núcleo de Documentação, atual Superintendência de Documentação ao Centro de Memória, e a segunda, organizada pela Profa. Marise Rodrigues, para a Biblioteca Central do Gragoatá.Cabe registrar que o conjunto da obra da teatróloga Maria Jacintha (editados e inéditos), foi doado, em julho de 1997, à Fundação Casa de Rui Barbosa. Composta por em sua maior parte trabalhos literários (contos, poesia, romances, etc.) de autores fluminenses, autografados, e poucos exemplares de periódicos. Reúne ainda vários títulos representativos da literatura brasileira e de outros países, lingüística, semântica, filosofia, biografias, e estudos políticos, em especial obras sobre socialismo e comunismo. A Coleção Hugo Tavares é a única coleção do Centro de Memória que apresenta ex libris.
Situação da coleção: Pertence ao acervo do Centro de Memória Fluminense.
Cadernos do Centro de Memória n° 10

Coleção Gilberto Emílio Chaudon

     Logo após o falecimento do Professor Gilberto Emílio Chaudon, e segundo sua vontade expressa, a parte de sua coleção sobre Arqueologia foi encaminhada ao Centro Brasileiro de Arqueologia, e a outra, referente a história fluminense foi encaminhada ao Centro de Memória Fluminense. Doada à Sociedade de Amigos do Centro de Memória Fluminense pela família, é composta por livros e periódicos sobre história e geografia fluminense e do Brasil. Situação da coleção: Pertence ao acervo do Centro de Memória Fluminense. Cadernos do Centro de Memória n° 12

Coleção COPEX
     Trata-se da coleção referente aos diversos projetos desenvolvidos pela extinta Coordenação de Projetos Experimentais (COPEX/UFF), vinculada à Pró-Reitoria de Extensão da Universidade Federal Fluminense (PROEX/UFF). A coleção compreende de livros, incorporados à Coleção CMF; fotografias, plantas e mapas do Projeto de Revitalização da Ilha da Boa Viagem, e alguns relatórios referentes aos sub-projetos
de recomposição faunística e florística, e estudos de arqueologia e história da Ilha da Boa Viagem.
Situação da coleção: Pertence ao Centro de Memória Fluminense.

Coleção Paulo de Almeida Campos

     Encaminhada ao Centro de Memória Fluminense em novembro de 2006, através da Professora Heloísa Villela, da Faculdade de Educação da UFF. Trata-se de uma pequena parte da coleção que o famoso professor deixou na Faculdade. Compõe um acervo de obras de sua autoria ou sobre assuntos relacionados à Educação.
Situação da coleção: Pertence ao acervo do Centro de Memória Fluminense.

Coleção César de Araújo

     Chegou ao Centro de Memória em fevereiro de 2010, através de Eda Lúcia Damásio, viúva de César de Araújo. É composta de livros, em a maior parte poesias; recortes de jornal que retratam a intensa atividade cultural do poeta desde a década de 60 até a sua morte; títulos de periódicos, inclusive o número único de “Os clandestinos: jornal da terra de todos”, publicado em 1984 por César de Araújo. A coleção inclui também o manuscrito do jornal; documentos manuscritos / datilografados; folheto sobre a Semana Euclidiana, realizada em Cantagalo pela Casa
de Euclides da Cunha, durante a gestão de César de Araújo; DVD, CDS e gravações de César declamando poemas.
Situação da coleção: Pertence ao acervo do Centro de Memória Fluminense.
Cadernos do Centro de Memória n° 13

Coleção Brandão Júnior

     A Biblioteca da UFF de Rio das Ostras enviou para o Centro de Memória em 2010 uma mala de viagem contendo documentos do ex-prefeito João Francisco de Almeida Brandão Júnior, que governou Niterói em dois períodos: de dezembro de 1935 a julho de 1936, e de novembro de 1937 a fevereiro de 1945, tendo sido considerado um dos gestores mais empreendedores da cidade. São documentos pessoais, correspondências, livros, fotografias e recortes de jornais referentes a Brandão Júnior, além de documentos e anotações de sua segunda esposa, Inaya de Morais, que foi professora da Escola de Serviço Social da UFF na década de 70, e escreveu em 1981, o livro “ Memórias de Brandão Júnior”, também disponível para consulta n Centro de Memória Fluminense. Situação da coleção: Pertence ao acervo
do Centro de Memória Fluminense. Cadernos do Centro de Memória n° 16

Coleção José Maria Campos Nascimento

     A coleção Chegou ao Centro de Memória Fluminense através da Associação de Professores Inativos da Universidade Federal Fluminense (ASPI-UFF) na pessoa da Neusa Pinto e da filha do Professor José Maria, Adriane Russo Campos Nascimento, que entraram em contato com o CEMEF manifestando o interesse em doar o acervo do Professor. A Coleção reúne um total de 35 livros e um curriculum vitae confeccionado pelo próprio em forma de álbum, encadernado artesanalmente com parte dos seus trabalhos desenvolvidos ao longo dos anos, todas as publicações têm suas capas, artes criadas pelo Professor quando dedicou seus trabalhos no setor de programação visual na Editora da Universidade Federal Fluminense (EDUFF).
Cadernos do Centro de Memória nº 21

Coleção Marco Lucchesi

     A coleção chegou ao Centro de Memória Fluminense em outubro de 2014. Foram doados de forma espontânea pelo próprio Marco Lucchesi, cerca de 3.000 títulos entre livros, folhetos, guias, dicionários, partituras, periódicos alguns editados pelo próprio Marco. É uma coleção bastante diversificada, grande parte dos livros são autografados por grandes artistas e pintores que constituem a arte e a literatura brasileira e fluminense.